Dirce

A
Dirce
disse
que
o
quê
mais
gosta
é
demais,
bosta.

Visitando a residência dos Vasconcelos, em Rio Preto da Eva no Amazonas, conheci a pequena Dirce, uma loirinha de pouco menos de três anos. Saindo de seu quarto toda besuntada de uma pasta amarela, se aproximou das pessoas na sala no momento em que, agredidos pelo fedor, todos corriam para longe dela. Sobrou para a mãe, Geralda, a missão do asseio que, desconcertada, ouvia a filhinha dizer: “… gotoso, mãe, gotoso…”. (sex/19/set/2003)

Anúncios

4 responses to this post.

  1. Posted by Miriam on janeiro 31, 2011 at 2:57 pm

    hahahahahahahah..

    Adoro crianças! São puras, verdadeiras e vêm o mundo de forma simples

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: