Olá, pessoALL!

Recebam as minhas boas-vindas!

Dos muitos espaços que criei ao longo destes anos como Internauta (desde 1994) para contato com amigos e parentes, ainda não havia enveredado por esta estrada, embora sempre tenha recebido um grande apoio de um querido amigo poeta e escritor, Aníbal Beça (Anibal Augusto Ferro de Madureira Beça Neto, nasceu em Manaus ao 13º dia de setembro de 1946 – e faleceu no 25º dia de agosto de 2009), para publicar o que ele chamava de “versos e versinhos de Adonai”.

Nada profissional, meus “versos e versinhos” eram (e são) tímidos ensaios de poetinha em seus breves momentos de inspiração. Jamais tive interesse em publicá-los e muito menos ser considerado um poeta, tenho consciência de quão grande demonstração de nobreza de espírito e sensibilidade d’alma é necessário para se considerar um poeta, estou muito longe disso.

Bom, espero que este escaninho de letras, sinais, imagens, emoções e poesia possa contemplar suas expectativas de conhecer um pouco de meus “versos e versinhos”.

Ah, não deixe de incluir seus comentários. Esta é uma das formas que temos, aqui, para interatividade.

– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Verso é cada uma das linhas que constituem um poema na estrófe. Existe tanto a poesia prosaica, desprovida das características básicas, isto é, rima, métrica ou mesmo ritmo, quanto a prosa poética, impregnada na poesia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: